O que você está fazendo para alcançar seu sonho?

Pausa na Índia para dica de livro.

Afinal, estimular a leitura é uma causa justa. Certo?

Acho que é mais que um consenso que ler é um bom hábito. Uma pessoa precisa de inspiração, informação de qualidade e não é diferente com O Cosmopolita. Viciado em livros, trouxe muitos livros para ler nessa viagem e resolvi abrir espaço para compartilhar umas resenhas aqui. “Manual para jovens sonhadores: algumas verdades que você sempre quis ouvir” da Nathalie Trutmann é um livro para inspirar a seguir seu sonho, viajar e empreender. Todos assuntos de meu interesse.

manual-para-jovens-sonhadores-empreendedorismo.png

Comecei a ler no Brasil por indicação de uma pessoa muito querida que me deu essa versão PDF impressa e terminei nas minhas primeiras semanas aqui. Apesar de ter um pézinho de livro profissional por se falar de carreira e empreendedorismo, confesso que antes de ler, julguei ser esses livros meio bobos que envolve conceito de introdução à administração.

Engano meu. Acabou que foi um dos livros que mais me inspirou e me identifiquei 100% com a autora. Com 132 páginas, uma linguagem bem fácil de compreender e muito didático, é aquele tipo de livro que você devora.

E não teve melhor hora para esse livro cair em minhas mãos do que algumas semanas antes de me mudar para a Índia, tipo coisa do destino. Confirmei que estava no caminho certo e me motivei mais ainda para segui-lo.

Nathalie-Trutmann (2).png

Amante de viagem, a autora conta um pouco da sua história, sua saga e obstáculos para descobrir seu sonho que é ser escritora. Nascida e criada na Guatemala, fez faculdade na Califórnia, MBA na França, já trabalhou no Sri Lanka, Nova Zelândia e hoje é casada com um brasileiro e mora no Brasil. Nathalie Trutmann é, sem dúvida, uma cosmopolita.

Ela conta como encarou aquele dilema que todos nós passamos:

o que eu realmente quero fazer da vida x o que vão pensar de mim

A autora diz que tentamos ser iguais aos outros, que também estão tentando ser aceitos e na verdade não há muito espaço para valorizar e atender as nossas diversidades. Além da falta de informação para conhecer as profissões, requer muita coragem para peitar os pais e a sociedade caso a profissão que você quer ter seja menos prestigiada ou tenha menor retorno financeiro.

“Se ainda não sabemos do que gostamos, precisamos, segundo Jobs, continuar procurando incansavelmente até descobrir a nossa paixão. Por nenhuma razão devemos nos conformar com qualquer coisa. A verdade é que nosso trabalho é uma extensão de nós mesmos, e vamos passar grande parte dos nossos dias trabalhando. Não podemos simplesmente nos conformar com algo que pague as contas” p.38

 A paixão de trabalhar com o que gosta

Ela explica melhor que eu:

“A diferença é que quem começa o caminho fazendo algo de que realmente gosta, encarando o medo e a insegurança que podem surgir, (…) desenvolve o que de mais importante podemos ter dentro de nós para conseguir realizar os sonhos: a autoconfiança de saber que, apesar de não podermos enxergar aonde a nossa decisão vai nos levar, estamos seguros de estarmos seguindo a nossa verdade, e não a verdade de alguém mais” p.41

“A única coisa que vai segurá-lo em sua jornada é a paixão pelo que faz: a felicidade e o ânimo que sente ao acordar, a emoção com cada pequeno passo que dá. (…) Isso tem um sentido, e não vai existir relógio, fim de semana ou fim do mês, já que seu trabalho é uma direta expressão de quem ele é” p.25

Para finalizar:

“Alguém que realizou seu sonho tem outro tipo de energia, de felicidade e não precisa demonstrar ou se vangloriar das suas conquistas. Alguém que conquistou seus sonhos deu o sentido para sua vida que queria dar e não se deixou influenciar pelas verdades dos demais” p.130

Ok. Onde viajar entra nisso tudo?

No livro diz que ao viajar, conhecer e entender novos costumes percebe-se que nossa forma de viver e/ou pensar são aleatórias e consequência da cultura que nascemos e carregamos.

Percebendo que certas coisas que valorizamos não valem NADA em outras partes do mundo, é que nos livramos de certas expectativas que a sociedade que nascemos nos impõe e aprendemos a ser “LIVRES para o que quisermos ser, já que tudo é válido nesse mundo tão diverso e maluco” (p.84).

O Cosmopolita

 

Anúncios

Um comentário em “O que você está fazendo para alcançar seu sonho?

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: