O bastão será passado

“Sabe a Primavera Árabe?! Então, tomei um tiro de bala de borracha no rosto, esse dente aqui foi bater no céu da boca, tive uma rachadura no crânio e tive que fazer algumas cirurgias”

Me disse Mahmoud (em inglês), o cara do Egito que se mudou para o apartamento que eu morava, depois que eu perguntei de um sinal que ele tem no rosto.

DSC_0076.jpg

Nascido em Barém, pequeno país no Oriente Médio e criado com orgulho no Egito, Mahmoud, 24 anos, é muçulmano praticante e ainda mais jovem foi ativista político durante a Primavera Árabe no Egito em 2010.

Mahmoud chegou a acampar na  praça principal de Cairo, capital do Egito, onde fez parte de uma multidão de um milhão de manifestantes que exigiam reforma política e em uma das manifestações, foi atingido por uma bala de borracha na boca.

A Primavera Árabe começou na Tunísia e se espalhou por todos os países árabes do norte da África e muitos no Oriente Médio onde os manifestantes lutavam pelo fim de longas ditaduras com graves casos de corrupção.

O presidente do Egito, Hosni Mubarak, renunciou ao cargo em 2011 após 30 anos no poder, foi condenado à 3 anos de prisão e teve que pagar uma multa de milhões de dólares por desvios de dinheiro e outros processos que foi julgado.

A Primavera Árabe foi em 2010, as manifestações no Brasil dos “20 centavos” foram em 2013 que creio ter sido um despertar no Brasil, onde a partir de então passou a se falar de política na jovem democracia brasileira.

Se o Brasil está do jeito que queríamos?! Nesse momento está claro que não mas apesar de toda a revira-volta política dos últimos anos e dos retrocessos do atual governo interino, creio que no passinho de formiga, pouco a pouco a coisa vai melhorando.

A Primavera Árabe começou em 2010, os protestos na Espanha foram em 2011, os “20 centavos” foram em 2013 e na Índia, um presidente foi eleito em 2014 depois que um mesmo partido ficou no poder desde a independência da Índia em 1947.

É o século XXI, é o despertar, gosto de ver o mundo com otimismo, creio que a humanidade mesmo que lentamente, caminha rumo a prosperidade, a nova geração já não pensa como as anteriores e logo logo o bastão será passado, seremos aqueles que votam, aqueles que estão lá nos cargos políticos, além de diretores de empresas privadas e organizações públicas. O bastão será passado.

O Egito aturou Mubarak por 30 anos e seu caso já nos faz lembrar alguns políticos que foram presos na Lava Jato. Mahmoud disse que o atual presidente tem muita cautela nas decisões que toma depois desse grande levante popular.

Quero acreditar que seguiremos um novo rumo. Egito e Índia trocaram de líderanças políticas depois de muito tempo, depois das manifestações na Espanha, novos partidos políticos como o Podemos surgiram e assim creio que o Brasil vai mudar, demandamos uma nova política.

Claro que a nova geração não tem 100% de mérito nessas mudanças mas conhecendo pessoas como Mahmoud, e apesar de não concordarmos em tudo, sei que o mundo estará em boas mãos no futuro. O bastão será passado.

O Cosmopolita

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s