A questão da água na Índia

//pagead2.googlesyndication.com/pagead/js/adsbygoogle.js

(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({
google_ad_client: “ca-pub-6880461192341232”,
enable_page_level_ads: true
});

Pegando o gancho nas postagens sobre comida, outro choque cultural que eu senti na Índia é a questão da água. A relação do indiano com a água é uma moeda de dois lados:

Por um lado…

Essas bombas são usadas principalmente por pessoas das castas baixas, como os untouchables que vivem na rua. Eles utilizam essa água para beber e também para tomar banho, já que moram em acampamentos sem banheiros.

Cidades que vi essa bomba: Ajmer (Rajastão), Jaipur (Rajastão), Varanasi (UP).

  • Muitas cidades têm lagos represados/artificiais em parques e também era um símbolo de ostentação antigamente.
DSC_0023-2
Lake Pichola em Udaipur, Rajastão, represado em 1362 para que a população da cidade tivesse água para beber e irrigar as plantações. Além de ser uma enorme ostentação em um lugar seco como o Rajastão, o rei ter esse lago na frente de seu palácio
  • A água também tem ligação com algumas tradições hindu

DSC_0044

Esse lugar da foto, por exemplo, é um pequeno templo “submerso”. Descendo as escadas, a água chega a bater até a cintura onde tem um corredor estreito com um lingam no final onde os hindus fazem preces.

  • Algo muito interessante e que chama atenção pela arquitetura na Índia são os ghats.

Os ghats são escadas com degraus que podem chegar a ser do tamanho de arquibancadas, que descem até a água, normalmente em lagos ou rios sagrados. Ghats servem para a prática de cerimônias religiosas ou apenas para que as pessoas possam tomar banho pra se purificar. Em outras palavras, tirar a zica.

ghats.jpg
Ghat do lago de Pushkar. Reparem no homem de tolha que provavelmente acabou de tomar banho ali. Essa foto não é minha, é proibido tirar foto nesse lugar.
  • Além dos hindus, os muçulmanos costumam ter no centro das mesquitas, fontes de água para purificar também.
DSC_0481.jpg
Muçulmanos se banhando na Jama Masjid, maior mesquita da Índia. Localizada em Délhi
  • Existem stepwells (poços com escadas) GIGANTES. Os stepwells eram muito usados no passado como reservatório de água, hoje em dia são mais atrações turísticas. Assim como os ghats, os stepwells tem uma arquitetura fascinante!
DSC_0349.jpg
Stepwell de Jodhpur

Cidades com stepwell: Gandhinagar (Gujarat), Johpur (Rajastão), Jaipur (Rajastão).

Mas por outro lado…..

DSC_0736.jpg
Lago seco em Ahmedabad. Os indianos me disseram que esse lago costuma encher com a chuva durante as monções. Não aconteceu no ano que morei lá.

No verão seu corpo pede para se hidratar toda hora já que a temperatura fica variando ao redor de 40ºC. Uma curiosidade é essa embalagem de água muito comum de se ver, o water pouch (bolsa d’água), parecido com aqueles sacos de leite, só que de água. São ridiculamente baratos.

pouch.jpg

  • Apesar de não ter conta de água, é muito comum que determinados bairros e comunidades fiquem sem água durante parte do dia (na maioria, comunidades de baixa renda).
  • Os indianos não sabem nadar (!!!), talvez por falta de estrutura e é comum casos de pessoas morrerem afogados em praias ou lagos. Exemplo: Quando visitei o stepwell de Jodhpur (fota lá em cima), uma pessoa morreu afogada na semana anterior.

Cheguei a ver algumas vezes a seguinte cena em rios ou na praia: um indiano no raso dando o braço pra um amigo no fundo pra garantir que ele não vai se afogar.

  • Apesar de algumas tradições hindu estarem ligadas à água, assim como o lixo, os indianos não têm noção de limpeza. Então, em festivais como o Ganesh Chaturthi (muito tradicional em Mumbai) que é celebrado agora entre agosto e setembro, imagens gigantes de Ganesha são feitas e caminham pelas multidões (igual bloco de carnaval) cantando músicas e mantras até serem levadas à rios ou praias, para afundar e desintegrar na água, onde acredita-se que Ganesha volta para seu pai, Shiva, que vive nas montanhas dos Himalaias.

O problema é depois, quando os lagos e praias ficam sujos com as imagens de Ganesha e sujeira da cerimônia.

Conclusão

Por um lado, a água parece ser abundante, na mesa dos restaurantes, nas bombas públicas, sem conta de água nas casas e nas cerimônias religiosas. Mas a verdade é que os indianos tem pouco intimidade com ela, só chove durante 3 meses do ano, falta água em muitos lugares, poucos indianos sabem nadar e eles não têm consciência de manter água limpa.

Éé… Como disse, a relação entre os indianos e a água é uma moeda de dois lados. 

Têm algumas perguntas e curiosidades clássicas sobre a água na Índia que pontuei e achei interessante esclarecer. Bora lá:

Verdade ou mito?

1. Tomar água da torneira nem pensar né?

Verdade. A água não vem filtrada pra torneira dos lugares.

2. Não pode escovar dente com água da torneira?

MITO! Pode sim, fique tranquilo. Não precisa dessa paranóia toda. O máximo que pode acontecer é você engolir um pouco de água e creio que você precisa de enormes quantidades para ficar mal.

3. Dá pra aceitar água servida de graça nos restaurante? Pedir gelo nem pensar, né?

Olha, creio ser relativoEvite tomar água de restaurante bem fuleiros, os arrumadinhos dá pra tomar sim mas depende do seu nível de frescura. O mesmo vale pro gelo, mas já adianto: você vai ver pouco gelo na Índia, nem cerveja, eles tomam gelada.

Uma coisa interessante que se vê bastante nos restaurantes lá, é isso:

IMG_6600.jpg
Separação de torneira de água filtrada e torneira de água não filtrada para lavar as mãos

4. Não pode tomar água das bombas de água pública né?

Verdade. É a mesma água que chega na torneira. Não arrisque.

5. Ouvi dizer que tem um “golpe” que vendedores enchem garrafas com água da torneira. Precisa conferir se garrafas d’água estão lacradas? 

MITO! A maioria das garrafas na Ásia (em geral) vêm com um lacre, mas sinceramente isso não é algo que exige preocupação. Se preocupe em não pagar mais de 20 rúpias em uma garrafa grande! Rs!

6. E o water pouch, dá pra confiar? É plastico né? Será que é limpo?

Pode confiar sim. Assim como as garrafas, a água dos pouch também é filtrada e nunca ouvi falar de ninguém que passou mal por causa de sujeira da embalagem. Claro que se estiver suja, vale a pena limpar.

ESCLARECENDO: Água filtrada não tem gosto, água suja tem. Você vai saber diferenciar logo na hora e o que pode acontecer caso você tome um copo ou mais de água não filtrada é sentir seu estômago dando uma reclamada e talvez tenha um mal estar por parte do dia. Morei em um apartamento sem água filtrada e muitas vezes bebia água da torneira com preguiça de ir comprar no mercado, rs! Não é nada absurdo assim, apesar de não indicar para quem está viajando já que dependendo do seu organismo, pode prejudicar sua viagem. Mas não é nada comparado com o perrengue que é intoxicação alimentar. O foda era tomar aquela água de ressaca! Rs!

7. E aquele rio famoso?! É bem poluído né?!

Ahhh… Você deve estar pensando no Rio Ganges em Varanassi, né?! Esse aqui:

DSC_0850.jpg

Vou escrever sobre ele mais pra frente……

Caso tenham mais alguma dúvida, mandem nos comentários!

E quem já foi pra Índia?! Tem alguma cidade com bomba de água ou stepwell que deixei passar? Já foram no Ganesh Chaturthi? Gostariam de acrescentar algo?

O Cosmopolita

2 comentários em “A questão da água na Índia

Adicione o seu

  1. Tinha uma bomba dessas quando fomos acampar na Polo Forest, em Gujarat. E como era a única maneira de conseguir agua, foi dali mesmo. Éramos um grupo grande e não me recordo de gente passando mal. Eu mesmo meio desconfiado tomei numa boa! Ansioso pelo post do Ganges!! Abração

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: