Como barganhar na Ásia em 7 passos

Já tinha listado “barganhar” como uma das 11 coisas para se acostumar na Índia, pegando um gancho no post anterior que dei umas dicas de como se comunicar em hindi e sabendo que barganhar é declarado pelos brasileiros como uma das coisas chatas de viajar pela Ásia, achei interessante compartilhar aqui como barganhar na Ásia.

Primeiramente, barganhar é algo da cultura oriental. Precisei barganhar da Índia até o Vietnã e vou compartilhar aqui uma “metodologia” que desenvolvi de como barganhar em 7 passos.

A barganha acontece principalmente em situações informais e que envolve dinheiro vivo, como comer street food, comprar um presente, pegar um tuk tuk mas pode acontecer também em agências de turismo. E só de olhar sua cara de gringo, é comum jogarem o preço lá em cima.

Claro que esse não é o único jeito de barganhar ou a forma “oficial” pra fazer isso. É só uma forma que eu pessoalmente desenvolvi depois de muita negociação e alguns prejuízos. Hehe.

DSC_0167-2.jpg
Vendedor de loja de temperos no centro de Ahmedabad

Então, bora lá:

1) Conhecimento prévio do preço do produto/serviço

Bom, o objetivo da barganha é pagar um preço justo, certo?! Na barganha você vai tentar chegar aproximadamente até esse preço, então é importante antes de começar a negociar, saber quanto realmente é cobrado por aquele serviço/produto.

Então, antes de pegar um tuk tuk ou fechar um passeio turístico, pergunte onde você estiver hospedado, quanto geralmente é cobrado por isso. Ou conforme o tempo passar durante a sua estadia, você saberá quanto é cobrado em média em uma corrida de 10min de tuk tuk, quanto custa uma porção de pakora na Índia ou um pad thai na Tailândia.

2) O primeiro lance do vendedor

Ok, chegou a hora de perguntar quanto custa. Bhaaya,kith-naa? O vendedor vai olhar pra sua cara de gringo e vai jogar o preço lá em cima. Claro que quem vem da europa, Austrália, Inglaterra (libra!), pra eles é tudo ridiculamente barato e creio que muitos devem pagar o primeiro lance do vendedor sem hesitar.

A barganha é aquela situação pra você abusar da sua malandragem brasileira. Aqui está valendo fazer um teatrinho na hora que o vendedor dizer o preço absurdo. Dê risada, usar palavras em hindi dão credibilidadeNaheen, bhaaya, naheen!”, dê tapinha nas costas… Tudo com bom humor. Um teatrinho a mais sempre cria pressão em cima do vendedor.

DSC_0293
Vendedor de um doce chamado jelebi no centro de Ahmedabad

3) O segundo lance é seu

Agora é sua hora de dizer não e fazer o seu lance. Lembre, não será o último lance, então jogue o preço lá em baixo. 

NUNCA. Mas, NUNCA dê o preço final logo de cara. Você vai perder margem de negociação já que os próximos lances serão desse preço pra cima.

4) O terceiro lance (do vendedor)

Ok. Você jogou o preço lá em baixo. Agora é a vez do teatrinho do vendedor. Ele vai dar risada, comentar com os vendedores do lado dando risada e tudo mais. Tente levar no bom humor, não fique sem graça, faz parte do “jogo”.

Então ele vai fazer outro lance, diminuindo pouco o primeiro lance que ele fez. Sendo ainda mais caro do que o preço ideal daquele produto/serviço.

DSC_0066.jpg
Vendedor em feira no centro de Ahmedabad

5) TRUCO! Lance final!

Ok, o vendedor já diminui o preço. Você sabe que aquele valor é flexível e o preço que ele jogou já está mais próximo do ideal. “Naheen, bhaaya, naheen!”Agora é sua vez de trucar a brincadeira e propor o preço ideal.

Arriscaria dizer que 80% dos casos, a barganha acaba aqui. Você pode forçar no teatrinho pra bater o pé do seu lado e fechar o negócio.

Você ainda pode ter a ousadia de nesse ultimo lance fechar por um preço abaixo do que você espera. Pode dar certo, também pode resultar em um outro lance do vendedor.

6) Mostre o dinheiro trocado

É possível que o vendedor não abra mão do último lance dele. Nesse caso, o que costumo fazer, é mostrar em dinheiro trocado o quanto quero pagar. Mostrou o dinheiro vivo certinho na frente do vendedor, a brincadeira sai do mundo das idéias e o cara desiste da barganha já que muitas vezes eles barganham só por hábito.

Se você não tiver o dinheiro trocado nesse momento, você perde esse poder de barganha.

Me lembro de conferir antes de sair de casa se tinha dinheiro trocado na carteira só pra barganhar no rickshaw (tuk tuk).

7) Vá ao próximo vendedor

Se mesmo assim, o vendedor não abrir mão do último lance dele, tem algo que também ajuda:

Você provavelmente vai estar em um ambiente com muitos outros vendedores ambulantes que vendem a mesma coisa bem ao lado. Então, mostre pro vendedor que você vai tentar no cara do lado, alguns voltam atrás. Caso, ele não voltar atrás, é bem capaz do próximo aceitar o preço que você está disposto a pagar.

Exemplo

Vamos supor que quero pegar um rickshaw (tuk tuk).

dsc_0362
Ponto de rickshaw em Ahmedabad

Passo 1: Sei que o trajeto demora cerca de 10min e que em geral, custa 80 rúpias.

Passo 2: Digo onde quero ir e o motorista do tuk tuk propõe me levar por 180 rúpias.

Passo 3: Dou risada da cara dele e digo que estou disposta a pagar 50 rúpias.

Passo 4: Ele dá risada da minha cara e diz que pode me levar por 100 rúpias.

Passo 5, TRUCO: Digo que pago 80 rúpias.

Passo 6: Ele insiste em querer fazer a corrida por 100 rúpias. Tiro da carteira 80 rúpias trocado e mostro pra ele que diz pra eu entrar no tuk tuk.

Passo 7: Se ele não abrir mão e eu fazer muita questão de pagar aquele preço, vou até o motorista de tuk tuk do lado, que provavelmente escutou toda a negociação e deve estar disposto a me levar por aquele preço.


Claro que você não vai precisar barganhar em tudo, claro que muitas coisas tem o preço bem tabelado, claro que muitas coisas tem o preço tão baixo que não vale a pena perder tempo pra economizar tão pouco e claro que não é todo dia que você está com bom humor pra gastar toda essa energia barganhando.

Mas fica aqui o jeito que aprendi a barganhar.

Comentem aqui se conseguirem colocar isso na prática ou se já fazem de alguma forma similar.

Boas negociações 😉

O Cosmopolita

 

Anúncios

5 comentários em “Como barganhar na Ásia em 7 passos

Adicione o seu

  1. Me lembrei aqui mediante seus relatos meu caro amigo, que se assemelha até com a minha praia, em bolsa de valores heheh essa questão dos lances e percepção do que é caro e barato tem as mesmas origens.
    Parabéns pelo trabalho muito bem conduzido e espero que se divirta bastante por onde passar. 😁
    Abraço!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Cara, muit legal mesmo o seu blog, parabéns! Eu vou para a índia agora em janeiro e queria fazer uma sugestão, será que você não poderia passar uma idéia geral de preços na índia como vc fez por exemplo com a corrida de tuktuk, onde 10min em média custa 80rúpias? Poderia ter algumas coisas principais, como comidas de rua, restaurante, preço médio de hostels, coisinhas simples assim para quem acaba de chegar ter uma noção melhor, porque tbm fica dificil barganhar sem ter a menor idéia dos preços finais rs. Ou qq coisa posta aqui nos comentários mesmo rsrs

    Curtido por 1 pessoa

  3. Cara, muito legal mesmo o seu blog, parabéns! Eu vou para a índia agora em janeiro e queria fazer uma sugestão, será que você não poderia passar uma idéia geral de preços na índia como vc fez por exemplo com a corrida de tuktuk, onde 10min em média custa 80rúpias? Poderia ter algumas coisas principais, como comidas de rua, restaurante, preço médio de hostels, coisinhas simples assim para quem acaba de chegar ter uma noção melhor, porque tbm fica dificil barganhar sem ter a menor idéia dos preços finais rs. Ou qq coisa posta aqui nos comentários mesmo rsrs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: